Posts Tagged ‘religião’

Todas as religiões apóiam a doação de órgãos

07/11/2008

Cristãos, mulçumanos, judeus, budistas. Não importa o Deus nem o profeta: as religiões apóiam tanto a doação como o transplante, considerados como um ato de amor ao próximo. A postura das religiões – inclusive do Espiritismo – diante da doação de órgãos é o tema principal deste informativo.

Católicos Romanos – De acordo com a Igreja Católica, o primeiro transplante da história da humanidade foi  feito por dois santos no século II: São Cosme e Damião, que operaram o sacristão de uma igreja na Sicília, o qual teve uma das pernas amputadas por causa de uma gangrena. Os dois santos foram ao cemitério da localidade e o único cadáver disponível foi de um negro etíope. O transplante foi feito com sucesso e o sacristão passou o resto da vida com uma perna de cada cor. Doar órgão, para os Católicos Romanos, é um ato profundamente cristão.

Católicos Ortodoxos – dissidentes do catolicismo romano, os ortodoxos consideram inaceitável a venda de órgão. Mas, em relação à doação, consideram uma opção individual, já que não há nenhum problema de ordem religiosa. A Igreja Ortodoxa Grega, recentemente, foi mais além e adotou uma postura favorável à doação de órgãos para transplantes.

Protestantes – “tudo aquilo que pode ajudar a remediar situações de dor, angústia e miséria é, para nós, bom”. Estas palavras do líder da Igreja Reforma Episcopal da Espanha, bispo Arturo Sánchez, definem a postura das diversas correntes do protestantismo. Os protestantes são a favor da doação e do transplante, mas radicalmente contra a venda de órgãos. Sobre isso, define o bispo Arturo Sánchez: “É triste que a esta altura da civilização tal nível de exploração e especulação para com o ser humano”. 

Testemunha de Jeová – os Testemunha de Jeová não aceitam a transfusão de sangue mas têm uma atitude diferente em relação a doação e transplante. Os seguidores dessa corrente do protestantismo consideram que, neste caso, não devem se guiar por preceitos religiosos e sim de acordo com a consciência de cada um.Os Testemunhas de Jeová aceitam transplante, desde que não haja transfusão de sangue de um corpo para outro. Por isso no caso de córnea não existe nenhum impedimento de ordem religiosa.

Evangélicos – para os Evangélicos, a doação de órgãos é um ato de amor, sempre generoso. Mas desde que seja voluntário. Os Pastores Evangélicos defendem fundamentalmente, a liberdade de consciência. A doação pode ser considerada um tema relacionado com as implicações de toda uma sociedade e, como tal, diante dessa questão – a doação – os pastores se pronunciam favoravelmente. 

JudeusA doação e o transplante são combatidos pelos judeus ortodoxos, mas o Estado de Israel tem uma prática inversa: com exceção do Hospital Religioso Shaare Tzedek, de Jerusalém, todos os outros hospitais fazem transplantes. A consciência de que doar órgão é importante parte do próprio governo israelense: sempre que um motorista tem que renovar a carteira de habilitação, recebe em casa, junto com os formulários burocráticos, um documento pedindo que ele seja doador de órgãos. “É indiscutível que, quando se doa um órgão a um doente, se está fazendo Jésed, que quer dizer “um ato de justiça e misericórdia” – define o Rabino Pinjas Breneer.

 

\o/ ♥.\o/ ♥.\o/ ♥.\o/ ♥.\o/ ♥.\o/ ♥.\o/ ♥.\o/ ♥.\o/ ♥.\o/ ♥

Fonte: CENTRAL DE TRANSPLANTES DE PERNAMBUCO

CENTRAL DE TRANSPLANTES DE PERNAMBUCO


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.