CÉLULAS-TRONCO EMBRIONÁRIAS NO BRASIL


Pesquisadora quer pressa em 1º teste clínico com células-tronco de embrião no Brasil

EDUARDO GERAQUE
enviado especial da Folha de S.Paulo a Curitiba

Os dois anos de busca pela primeira linhagem de células-tronco embrionárias humanas brasileira, a BR-1, apresentada na semana passada, foram angustiantes para a carioca Lygia da Veiga Pereira. Aos 41 anos, essa física que acabou migrando para a biologia diz que se sentiu como a proverbial mulher de malandro: “Na pesquisa, a gente apanha 90%, mas nos 10% restantes tudo é muito gratificante”. Pereira agora quer sair em busca do tempo que foi perdido na área no país.

Para ela, o Brasil não pode ficar atrás nos testes clínicos com as células-tronco embrionárias, as mais promissoras para a cura de doenças degenerativas por sua capacidade de se transformarem em qualquer tecido do organismo.

Como a pesquisadora vai distribuir as linhagens celulares que ela obteve para quem quiser usar, ela acha que não é o caso de vários grupos brasileiros saírem agora competindo, tentando fazer suas próprias linhagens. “Mas isso não significa que eu fiz a primeira e não quero que mais ninguém faça.”

Fonte: Folha Online [06/10/2008 – 09h39]

Anúncios

Tags: , ,


%d blogueiros gostam disto: